HISTÓRICO

Na noite do dia 20 de novembro de 1938, sob a coordenação do Sr. Nair Menezes, dezesseis rapazes fundaram o “NÚCLEO DE ESCOTEIROS DO CÍRCULO OPERÁRIO DE SANTA MARIA”, que já no início do ano seguinte passou a chamar-se “TROPA PRETO HENRIQUE DIAS”.

Supõe-se que essa tenha sido a primeira foto do Núcleo de Escoteiros do Círculo Operário de Santa Maria, ainda no ano de 1938.
 

O numeral 22 foi atribuído a essa Tropa no ano de 1940, quando foi efetivada a sua filiação à Federação Riograndense de Escoteiros.

Em seu adorno principal, a tropa adotou as cores definitivas para o seu lenço, sendo um quadrado Branco, que ao dobrá-lo em triângulo, apresenta uma ponta Azul e uma Vermelha. Este distintivo de Grupo é usado até os dias atuais. Suas cores tem origem no significado das cores da bandeira circulista que significam: - azul a cor do firmamento que representa o idealismo e a amplitude do movimento circulista; o vermelho a cor do sangue e do fogo que simboliza a vida, a atividade, o entusiasmo, o dinamismo, o sacrifício e tudo o serviço do amor; e o branco significa a pureza e a paz que devemos trazer ao mundo.

Em toda a sua história, o fato mais marcante e relevante ocorreu na noite do dia 15 para 16 de novembro de 1941, quando a tropa achava-se acampada no Campestre do Pinhalzinho e foi surpreendida por uma enorme tempestade seguida de uma enchente. Os escoteiros ali presentes tiveram tamanho espirito escoteiro, bravura e destreza, onde puderam demonstrar, na prática, os ensinamentos recebidos. Por este motivo, foi proposta a concessão da “MEDALHA DE VALOR CRUZ DE OURO”, sendo conferida pela União dos Escoteiros do Brasil, em 25 de Janeiro de 1942.

       

Naquele período, houve momentos de orgulho para esta tropa, como por exemplo, a passagem pelas suas fileiras do Chefe Léo Borges Fortes, conhecido internacionalmente, tendo sido Comissário Técnico e Comissário Internacional da UEB e também foi o primeiro Chefe Escoteiro brasileiro a receber a Insígnia de Madeira. Chefe Léo atuou em nosso Grupo Escoteiro nos anos de 1940 e 1941, trazendo muito conhecimento aos nossos jovens, bem como dando uma maior visibilidade ao grupo.

Outro fato marcante foi o convite do Presidente da República, Sr. Getúlio Vargas, para que a tropa excursionasse de trem até o Rio de Janeiro, então Distrito Federal. Chegado lá, a Tropa Henrique Dias foi recepcionada pelo próprio presidente.

Em comemoração ao centenário de nascimento de Baden-Powell e do cinqüentenário de fundação do Escotismo, no ano de 1957, realiza-se no Rio de Janeiro o I AJURI NACIONAL, no qual a Tropa Henrique Dias se fez presente.

A tropa continuava a sua trajetória marcante na comunidade, então es 29 de junho de 1964, funda-se a ALCATÉIA DE LOBINHOS, momento que passou a chamar-se “22º GRUPO ESCOTEIRO HENRIQUE DIAS”.

E o crescimento não pararia por aí, pois em 22 de novembro de 1969, com a criação da Patrulha Léo Borges Fortes funda-se o RAMO SÊNIOR.

Por destacados serviços à comunidade santa-mariense, o Grupo recebe o “PRÊMIO IMEMBUY” no ano de 1975, onde autoridades e entidades eram agraciadas pelos seus envolvimentos com os problemas Sociais.

Na década de 80 os Chefes Isidoro Grassi Neto e Eduardo Loureto Alves foram os primeiros filhos do HD a conquistarem a Insígnia de Madeira e logo em seguida participavam dos Cursos de Adestradores de Nível I e II, de abrangência internacional sendo que no ano de 1986 dos dois seriam nomeados Diretores de Curso Básico pela Equipe Nacional de Adestramento da UEB.

Quando do transcurso do aniversário de 50 anos, em 20 de novembro de 1988, o grupo ganhou um grande presente, que foi o Hino Oficial do 22º Grupo Escoteiro Henrique Dias, composto pela Professora Aristilda Réquia e por Antônio Setembrino Corrêa dos Santos, mais conhecido como Maestro Setembrino.

Como sempre crescer ordenadamente, esteve entre os ideais de Grupo, até o momento era ausente um Ramo. Por isso no dia 12 de Abril de 1990 forma-se o CLÃ DE PIONEIROS CARLOS GOMES DA TRINDADE, quando então passou a ser um Grupo Completo.

Também em abril, só que de 1991, as fileiras do Grupo são acrescidas com a fundação da TROPA ESCOTEIRAS FEMININA. E já em março de 1992, vem a fundação da TROPA GUIA.

Em atividades nacionais e internacionais, as participações do Grupo são inúmeras, podendo ser citado Jamborees Panamericanos, Ajuris, AIPs, entre outras. Para citarmos atividades internacionais, lembramos o Jamboree Austral, realizado em Santiago do Chile, em janeiro de 1989, Acampamento Nacional Rover do Uruguai, realizado em Montevidéu, Uruguai, em outubro de 1990, IX Jamboree Panamericano realizado em Cochabamba na Bolívia entre os meses de dezembro de 1994 à janeiro de 1995 , Jamboree Nacional do Chile em Parral Chile realizado em de fevereiro de 1996, X Jamboree Panamericano - Muxbal na Guatemala entre os meses de abril e Março de 1996, Jamboree Mundial do Chile ( Picarquin ) , em janeiro de 1999, XI Jamboree Panamericano em Foz do Iguaçu – PR – de 07 a 12 de Janeiro de 2001 , e mais recentemente o 1º Camporee Gaúcho realizado em Tramandaí (RS) no período de 23 a 27 de Janeiro de 2008 , nos quais o Grupo se fez bem representado. Janeiro de 2010 Jamboree Nacional em Foz do Iguaçu, julho de 2012 no Jamboree Nacional no Rio de Janeiro. Julho de 2014 Aventura Sênior Nacional em Goias. No ano de 2011 o Grupo se fez presente ao 22º Jamboree Mundial na Suécia. Em janeiro de 2015 o grupo esteve presente no Jamboree Nacional em Natal (RN).

Patrulha Léo Borges Fortes participando do ANEI 1975 em Caxias do Sul (RS)
Clã Carlinhos em sua primeira atividade internacional no Campamento Nacional Rover no Uruguai em 1990.
 
Jamboree Panamericano em Porto Alegre em 1981, com a presença do Grupo Escoteiro Henrqiue Dias.
Patrulha Corvo da Tropa Escoteira HD no Jamboree Farroupilha em Osório no ano de 1986.

No dia 17 de maio de 2002, justamente no dia de aniversário de Santa Maria, a tão sonhada sede própria foi fundada, tendo a participação e envolvimento de inúmeras pessoas da comunidade, mas ressaltamos especialmente os pais que foram decisivos na vontade de levantar as paredes e deixar ali marcados o verdadeiro “Espírito da Família Henriqueana”.

Construção da sede própria do HD em 2002
Vista da atual sede do HD

Quando do transcurso do seu 70º aniversário, no ano de 2008, o grupo realizou um grande acampamento que teve aproximadamente 500 participantes e ganhou de presente o Hino do 70, que teve como seus criadores Raul Maxwell e Renato Mirahil.

Em novembro de 2013, quando o grupo realizou o Acampamento do Jubileu de Brilhante pelo transcurso dos seus 75 anos de boas atividades, foi homenageado pela Câmara de Vereadores de Santa Maria com uma placa alusiva aos 75 anos do grupo. Além dos membros do grupo, escoteiros de grupos amigos e autoridades estiveram acampando os Diretores Presidentes da UEB e UEB/RS, Srs. Marco Aurélio Romeu Fernandes de Márcio Sequeria da Silva. Nessa atividade o Grupo recebeu o Troféu Jacarandá, concedido pela UEB aos grupos que completam 75 anos de existência e boas atividades.

Conveniente é citar a série de Jamborees no Ar, que vem participando anualmente, sendo que em 1988 e 2007 recebeu o certificado de SEGUNDO COLOCADO, em nível regional.

Desde o ano de 2014, quando passou a participar efetivamente o Grupo Padrão dos Escoteiros do Brasil, vem conquistando o Padrão Ouro, com o atingimento da pontuação estabelecida.

Atualmente o 22º Grupo Escoteiro Henrique Dias possui 01 ALCATÉIA MISTA DE LOBINHOS, 01 TROPA ESCOTEIRA MISTA, 01 TROPA DE SÊNIOR MISTA, 01 CLÃ PIONEIRO MISTO, totalizando aproximadamente 115 componentes, além de sua DIRETORIA e CHEFIA formadas através dos Cursos da Equipe Regional de Formação dos Escoteiros do Brasil - Região do Rio Grande do Sul.